Notícias

CIAB FEBRABAN 2019 alcança recorde de público ao receber mais de 26 mil visitantes

Inteligência artificial e computação cognitiva, o lançamento da Rede Nacional Blockchain do Sistema Financeiro Nacional (iniciativa que vai permitir o compartilhamento de informações entre as instituições parceiras preservando a proteção dos dados dos clientes) e as tendências nos meios de pagamentos, foram alguns dos destaques da 29ª edição do CIAB, entre 11 e 13 de junho, em São Paulo. Passaram pela exposição 26.075 visitantes, recorde de público. O Congresso contou com a presença de 182 participantes, 52 patrocinadores, cerca de 300 palestrantes e 3.786 congressistas conheceram as principais soluções e inovações para o setor, em que o cliente é o centro das atenções.

“Hoje, o consumidor tem novos parâmetros, porque o mundo digital e as mídias sociais criaram um novo benchmarking que precisa ser igualado por praticamente todas as indústrias”, afirmou Maurício Minas, presidente do Conselho do Ciab, na abertura do evento.  De acordo com ele, “o foco passou a ser o cliente: como ele vivencia e se relaciona com o universo bancário”.

Com os smartphone, em particular, as instituições financeiras têm melhorado muito a experiência do cliente com seus produtos e soluções tecnológicas, e os resultados foram comprovados na recém-divulgada Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária.

“Os avanços em segurança bancária e os investimentos feitos pelas instituições nessa área, com soluções apresentadas em outras edições do CIAB, geraram frutos”, diz Gustavo Fosse, diretor de Tecnologia e Automação Bancária da FEBRABAN. “Vimos na Pesquisa de Tecnologia Bancária 2019 da FEBRABAN que houve um aumento considerável no número de correntistas que usam canais digitais para fazer transações e pagarem contas”, exemplifica.

Para o executivo, a Rede Blockchain do Sistema Financeiro Nacional, apresentada neste ano, no Ciab, será “uma iniciativa que vai permitir o compartilhamento de informações entre as instituições parceiras, preservando a proteção dos dados dos clientes”

 

Fosse ressaltou a importância de um assunto que norteou vários paineis do Contresso: o uso de dados. Os bancos estão investindo em tecnologias mais eficientes, como a inteligência artificial, para entregar aos clientes produtos personalizados. “Os dados estão na base de qualquer estratégia de negócios, uma vez que revelam informações, hábitos e insights que podem apoiar a tomada de decisão das instituições financeiras”, afirma.

Também na área dos seguros, segmento que vem se destacando cada vez mais na programnação do Ciab, a tecnologia está transformando o ambiente para os negócios, lembrou Gustavo Fosse, citando a Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária 2019, segundo a qual 96% do total de seguros contratados no Brasil são feitos em agências, ATMs, correspondentes bancários e contact centers. “Há, portanto, um potencial de crescimento na contratação de seguros por meio dos canais digitais, tornando esses excelentes meios para que os bancos impulsionem novos negócios.”

A partir do momento em que se automatiza e melhoram as condições de uso dos serviços e produtos, é possível, com inteligência artificial, reservar às instituições financeiras um trabalho de consultoria. “Você não vende mais somente seguro de carro e sim a segurança de um carro; é um passo além, é focar no serviço e não no produto”, sintetiza o executivo.

Participantes

Importantes executivos do setor bancário marcaram presença nos três dias do CIAB 2019, entre eles: Murilo Portugal, presidente da FEBRABAN; Octavio de Lazari Junior, presidente do Bradesco; Gustavo Roxo, CTO e sócio do BTG Pactual; Marcelo Clara, diretor de Tecnologia e Operações do Banco Votorantim; e Gustavo Fosse, diretor setorial de Tecnologia e Automação Bancária da FEBRABAN.

A terceira edição do Hackathon CIAB FEBRABAN também foi um dos destaques do congresso de TI. No fim de semana anterior à exposição, 130 programadores de todo o país se reuniram para desenvolver soluções que impactassem o mercado bancário no Brasil. Neste ano, o tema foi “Entender para Atender Melhor os Clientes na Era da Economia Analítica”.

Quatro projetos foram selecionados pela comissão julgadora e apresentados durante o CIAB FEBRABAN. A grande vencedora do Hackathon foi a solução Linko, do time Vingadores, um projeto criado para permitir que clientes rurais de pequeno porte possam conectar-se entre si e com agrônomos e bancos, facilitando o processo de documentação de terras e bens do agricultor e aprimorando as conexões entre os participantes. O Linko torna possível traçar o perfil de crédito do agricultor por meio de dados geográficos e informações sobre o cultivo. Como prêmio, o time criador ganhou duas reuniões com lideranças bancárias para apresentar o projeto.

Fintech Day

O CIAB Fintech Day foi outro ponto alto na programação deste ano do CIAB FEBRABAN. O evento, que, neste ano, chegou a sua quarta edição, é considerado um dos mais importantes encontros entre instituições financeiras e fintechs do Brasil, e tem como objetivo identificar startups que tenham potencial para colaborar com bancos, seguradoras e instituições financeiras.

Nessa edição, as empresas vencedoras foram: o buscador de investimentos Yubb; a Finpass, plataforma de crédito para MPEs; e a Blu 365, que apresenta soluções de cobrança de crédito. Como prêmio, as três participarão do Money 2020, que acontece em Las Vegas, dentro do espaço do CIAB. Essas startups, em conjunto com as empresas de reconhecimento facial FullFace e Facetrom, as 4ª e 5ª colocadas da competição, também terão reuniões estratégicas com bancos brasileiros para apresentarem suas soluções.   


Blockchain

O blockchain esteve novamente em evidência no CIAB FEBRABAN 2019. Na edição deste ano, a Federação apresentou, em parceria com a CIP (Câmara Interbancária de Pagamentos), a Rede Blockchain do Sistema Financeiro Nacional, a primeira rede blockchain para o setor. O projeto possibilita o compartilhamento de informações entre as instituições parceiras protegendo dados de forma acessível, ágil e segura, desde o primeiro acesso.

A iniciativa, viabilizada pela CIP, usa a plataforma Hyperledger Fabric, da IBM, projeto colaborativo baseado em código aberto, e tem a participação do Banrisul, Bradesco, Banco do Brasil, Caixa, Itaú, JP Morgan, Original, Santander e Sicoob.

O primeiro caso de uso da rede de blockchain é conhecido como device ID. Um protótipo do projeto foi apresentado durante o CIAB FEBRABAN, desenvolvido de forma colaborativa por bancos e instituições financeiras. O projeto foi coordenado pelo grupo de trabalho (GT) Blockchain FEBRABAN, criado em 2016 para estudar a tecnologia.

Do final do CIAB de 2018 até a edição deste ano, o protótipo foi refinado e validado pelos bancos que integram o GT Blockchain FEBRABAN. As instituições financeiras também trabalharam para estabelecer a rede, cujas estruturas de governança, de instrumentos jurídicos e de segurança estão a cargo da CIP e da FEBRABAN.

Assunto
Período
>>BUSCA AVANÇADA
Diretoria de Comunicação da Febraban
Email: imprensa@febraban.org.br
Tel: 55 11 3244-9942/9831
Twitter: @febraban

Equipe:
Cleide Rodriguez - Gerente de Comunicação
Adriana Mompean - Assessora de Imprensa
Arthur Chioramital - Assessor de Imprensa
Anna Gabiatti - Assistente