Notícias

Informativo Semanal de Economia Bancária (Iseb)

As atenções do mercado financeiro estarão voltadas nesta semana para as negociações entre Executivo e Legislativo sobre a Reforma da Previdência e das divulgações de dados de emprego e inflação e são destaques do Informativo Semanal de Economia Bancária, divulgado hoje (20) pela FEBRABAN.

O IBGE divulgará na sexta-feira (24) o resultado do IPCA-15, e segundo estimativa feita pela Bloomberg, o mercado projeta alta de 0,41% para o índice. Se o resultado for confirmado, o indicador acumulará alta de 4,99% em 12 meses, ante 4,71% em abril. A divulgação deverá mostrar um início de desaceleração dos preços de alimentos in natura, mas também uma pressão de alta devido aos recentes reajustes de botijão de gás pela Petrobras, reajuste anual dos medicamentos (de até 4,33%). Entretanto, estes fatores não serão suficientes para reverter a desaceleração do IPCA, que deverá voltar para a casa de 4,0% a partir do fim de junho.

Outro destaque da agenda econômica será a divulgação ao longo da semana do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados). A expectativa do mercado é de saldo líquido positivo de 79,0 mil vagas de emprego formal no mês. Sazonalmente, abril é o melhor mês do ano, em função da retomada das contratações após o feriado do Carnaval. Entretanto, no ano passado foram geradas 130,1 mil vagas neste mês.

O mercado também estará atento à agenda política e à promessa do deputado Samuel Moreira, relator da Reforma da Previdência, de apresentar seu relatório sobre o tema em até 15 dias. O mercado também observa a articulação política do governo no Congresso para a formação da maioria necessária de parlamentares para a aprovação da reforma.

De acordo com o Informativo Semanal de Economia Bancária, na agenda internacional o mercado continuará observando os desdobramentos das negociações comerciais entre os EUA e a China, que retrocederam nas últimas semanas. O governo chinês afirmou que avalia a adoção de novos estímulos para compensar os efeitos negativos das sobretaxas americanas sobre as importações chinesas, além da piora dos mercados em virtude do aumento da incerteza.

Nos EUA, na quarta feira (22), o Fomc (Comitê de Política Monetária do Fed- Banco Central americano) divulga a ata da última reunião do órgão, que manteve a taxa de juros estável no intervalo entre 2,25% a 2,50% ao ano.

A íntegra do Informativo Semanal de Economia Bancária está disponível neste link.

Assunto
Período
>>BUSCA AVANÇADA
Diretoria de Comunicação da Febraban
Email: imprensa@febraban.org.br
Tel: 55 11 3244-9942/9831
Twitter: @febraban

Equipe:
Cleide Rodriguez - Gerente de Comunicação
Adriana Mompean - Assessora de Imprensa
Arthur Chioramital - Assessor de Imprensa
Anna Gabiatti - Assistente