Notícias

28/06/2018

Tecnologia na gestão de pessoas é tema de debate no Infi

A tecnologia, que já foi sinônimo de máquinas a vapor, eletricidade e internet, agora faz convergir o mundo físico, digital e biológico, no que vem sendo chamado de 4a Revolução Industrial, que transformará de maneira radical a forma como vivemos. Novos modelos de negócios surgirão a partir do uso intensivo de inteligência artificial, robótica e internet das coisas, trazendo desafios para as áreas de Recursos Humanos das organizações, que precisam se adaptar ao novo cenário e ajudar líderes e colaboradores a desenvolverem novas competências nas empresas.  

O tema será debatido nesta sexta-feira, 29, no summit Gestão de Pessoas no Cenário de Transformações Globais, promovido pelo Infi- Instituto FEBRABAN de Educação em São Paulo, com a presença de executivos de bancos e grandes empresas.

“O objetivo é discutir os impactos da tecnologia no mercado de trabalho em relação às políticas e práticas de recursos humanos, como recrutamento e seleção, treinamento, remuneração, carreira e  desenvolvimento organizacional”, afirma Fábio Moraes, diretor de Educação Profissional e Financeira da FEBRABAN. 

O primeiro painel do encontro, intitulado “Gestão de Pessoas frente à Quarta Revolução Industrial e o Futuro do Trabalho”, terá a participação de Maurício Minas, vice-presidente do Bradesco, e Adauto Duarte, diretor de Políticas e Relações Trabalhistas Sindicais da FEBRABAN. 

O executivo do Bradesco adiantou que irá abordar como o efeito das novas tecnologias, como inteligência artificial, robotics e analytics, leva a mudanças abrangentes nos trabalhos e habilidades necessárias dos funcionários. De acordo com Minas, as oportunidades trazidas por essas transformações são acompanhadas de desafios às empresas, entre eles o de investir em programas de desenvolvimento e gestão de talentos. 

No painel intitulado “Digitalizar ou Humanizar”, Carol Azevedo, da Google; e Glaucimar Peticov, diretora-executiva do Bradesco, falarão sobre o surgimento de novas funções no mercado bancário, o comportamento do cliente na digitalização e como as fintechs, bancos digitais e startups trabalham neste cenário. O summit também contará com palestras de José Caetano de Andrade Minchillo, diretor de Recursos Humanos do Banco do Brasil; Marco Mastroeni, diretor de Negócios Digitais do Banco do Brasil, que estarão no painel “Impactos da Tecnologia no Mercado de Trabalho. 

O summit também abrirá espaço para o debate sobre diversidade e igualdade racial nas organizações e os desafios que as empresas têm em construir um ambiente capaz de promover igualdade de oportunidades. De acordo com Fátima Gouveia, superintendente-executiva do Santander, que falará sobre o tema, pesquisas mostram que organizações inclusivas e marcadas pela diversidade são mais produtivas, têm altos índices de engajamento, melhores resultados, e, consequentemente, obtém valorização de suas marcas. 

Segundo Fátima, a população de negros ultrapassa os 53% no país, mas a realidade nas empresas está muito distante dessa referência. “Nas 500 maiores empresas do pais, 5% dos cargos executivos são ocupados por negros, e, destes, menos de 1% é ocupado por mulheres negras.” Se nada for feito para mudar essa realidade e promover um ambiente de trabalho de respeito e inclusão da diversidade racial, serão necessários mais de 150 anos para alcançar o equilíbrio entre negros e brancos na liderança das empresas, diz ela. 

Mais informações sobre o summit podem ser obtidas neste link. 

FEBRABAN – Federação Brasileira de Bancos
Diretoria de Comunicação                           
11 3244-9831/9942
Twitter: @febraban
imprensa@febraban.org.br

Assunto
Período
>>BUSCA AVANÇADA
Diretoria de Comunicação da Febraban
Email: imprensa@febraban.org.br
Tel: 55 11 3244-9942/9831
Twitter: @febraban

Equipe:
Cleide Rodriguez - Gerente de Comunicação
Adriana Mompean - Assessora de Imprensa
Arthur Chioramital - Assessor de Imprensa
Anna Gabiatti - Assistente